11.5.07

mais uma oferta de emprego que causa estranheza

MUNICÍPIO DE CAMINHA, AVISO, CONCURSO PARA CONTRATAÇÃO A TERMO RESOLUTIVO CERTO DE UM TÉCNICO DE 2.A CLASSE/SERVIÇO SOCIAL - GRUPO DE PESSOAL TÉCNICO (...) Avisam-se todos os interessados que por meu despacho datado de 18 de Abril de 2007 se aceitam candidaturas com vista à admissão de pessoal em regime de contrato de trabalho a termo resolutivo certo, ao abrigo do n.º 1 do art.º 5.º da Lei n.º 23/2004, de 22 de Junho, em conformidade com o disposto na alínea h) do n.º 1 do art.º 9.º da referida lei, pelo período, categorias e vencimentos que abaixo se indicam:, a) 1 TÉCNICO DE 2.A CLASSE/SERV. SOCIAL - ESCALÃO 1 - ÍNDICE 295 (963,91 €) - 6 MESES (eventualmente renovável nos termos da lei) (...). Os candidatos deverão possuir como habilitações mínimas o bacharelato em Serviço Social para o concurso a) (...). As candidaturas (...) a apresentar na Secção de Pessoal desta Câmara Municipal até ao dia 26 de Abril (inclusive) de 2007 (...). [Município de Caminha, 20 de Abril de 2007, A Presidente da Câmara, Dra. Júlia Paula Pires Pereira da Costa]

12 comentários:

António Duarte disse...

É gravíssimo o que se está a passar, gravíssimo e vergonhoso! Bacharelato em Serviço Social?? Desde os anos 80 e depois de tanta luta para a criação da licenciatura e agora assistimos a um retrocesso, culpa dos sucessivos governos que têm fechado os olhos à regulamentação e regulação do ensino superior. O que se está a assistir no Serviço Social é um autêntico nojo! E nas autarquias a situação é bem visível, onde reina a incompetência e ignorância no recrutamento de pessoal. Conheço exemplos de bradar aos céus!

S Guadalupe disse...

já remeti o assunto para a APSS. Apesar do concurso ter já terminado, acho que merecia uma impugnação, independentemente dos prejuizos que vierem a ser causados às pessoas que já concorreram. É lamentável toda esta situação e os exemplos têm-se repetindo de diversas formas.

mais um as (licenciado) disse...

Uma vergonha inadmissivel.

Ainda mais vindo de uma autarquia (orgão público). Estaremos aqui na presença de um concurso feito "á medida" de alguém, digo de algum bacharel?

Depois de décadas de luta pela afirmação de um saber qualificado como superior......não há direito.

Numa altura em que procuramos ter a tão almejada Ordem, vêm anúncios destes provocar a desordem....

A APSS tem obrigação de fazer algo, por enquanto é a Ela que cabe a defesa da nossa classe.

Que Porra, é o que me apetece dizer....tchiiii, já está........

PROVOCADOR SOCIAL disse...

PANINHOS QUENTES NUNCA LÁ FORAM, E A ASSOCIAÇÃO (VÁRIAS DIRECÇÕES) NUNCA ACHOU QUE VALIA A PENA. TEMOS MESMO DE SER NÓS, AS A SALVAGUARDAR A NOSSA LUTA E NÃO DELEGARMOS EM TERCEIROS ESSA TAREFA. ISTO QUER DIZER, QUE TEMOS DE NOS ENVOLVER. MAS O "PESSOAL TASSE" NAS TINTAS . QUANTAS PSICÓLOGAS, ENFERMEIRAS PROFESSORES, POR EXEMPLO QUANTOS pSICÓLOGOS, ENFERMEIROS, PROFESSORES ETC. DESEMPENHAM FUNÇÕES DE SERVIÇO SOCIAL NAS CPCJ?

OLIGARCÍLIA - INSISTENTE SOCIAL disse...

As chefes, coordenadoras do Serviço Social, também adoram pessoal contactado,que são dóceis e caladinhas, e como tal, elas próprias , assumindo uma atitude discricíonária, metem quem mais " pacífico " se apresente, e não as contestem. Pois, nem vamos falar nas CPCJ, que ainda choramos todos, ou pode ser que tenhamos um acesso de dignidade , e resolvamos partir a loiça.
Continuo a pensar que, esta divisão , fomentada , mantida e perfeitamente idiota, entre quem ensina a profissão e quem a pratica, não nos favorece .
Apetece dizer, como na canção " que força essa que força essa que trazes no peito, que só te serve para obedecer ... " o resto canta-a o Sérgio e o Zé Mário.

Joaquim disse...

Bastou um anúncio, como já houve outros infelizmente, e pimba. Os culpados são sempre os outros. A Besta 666.
Enfim assim é que não vamos lá e não adinata chorarem meus amigos, ou aprendem a criar pontes, ou vão ter de reconstruir os laços.

O meu caminho não é por aí. Sigam o vosso, mas não se queixem depois...

Volte sempre, mas... disse...

Caro colega, Joaquim, gostava que concretizasse mais sobre o seu "caminho" e sobre qual o caminho tão temebroso, do qual nos (pressumo que sejam os outros colegas) vamos queixar.

Você parece amargurado.

Vejo-o aqui muitas vezes a comentar, e ainda bem, mas só rebate o que os outros dizem ou propõem, nunca indicando o tal "caminho", o seu "caminho", ou o outro a evitar.

Parece-me que falta alguém ao seu lado para lhe afagar o ego de vez em quando.

Não o conheço, estou só a fazer uma leitura através daquilo que vocÊ aqui escreve.

Não é nenhuma avaliação de carácter, como é óbvio.

joaquim disse...

Bom, espero que não, pois se me conhecesse não falava em amargura.

Contudo não venho ao Blog para falr de mim, mas de perspectivas, apenas, portanto, se incomodo, ok, fica o registo do qual não sairei.

Quanto ao caminho, penso que me desconhece mesmo, pois já tenho escrito muito, em revistas, em livro, no meu blog, no projecto 21, tenho falado ao longo de cer de 15 anos, como Presidente da AIDSS, que fundei e ajudei a construir (já agora um projecto novo à época) como director da revista, como docente, como formador, enfim, se me conhecesse nem pensava em falar sobre isso.
Mas como não me conhece, bom tente.

Sofia disse...

Bem! Pelo menos, mal ou bem este blog leva à troca de ideias entre os colegas. Vejamos é se todos juntos, conseguimos lutar pelo mesmo ideal.

S Guadalupe disse...

Independentemente do calor que cada um coloca nas suas palavras (e da coragem ou falta dela... quer seja sob anonimato ou não, o que referi, já várias vezes, que respeito, mas que limita a credibilidade de quem o faz), é isso mesmo que se pretende. Não sei se lutar pelo "mesmo ideal", mas discutir preocupações e projectos que podem ser (ou tornar-se) comuns. Há que apostar na "construção"!

Sofia disse...

Olá! O "mesmo ideal" é para mim o reconhecimento efectivo da nossa profissão.

Sofia disse...

A Câmara Municipal de Bragança abre concurso para técnico superior de serviço social - Consultar DR de 16-5-2006.