3.6.08

compra-se trabalho qualificado aooooo desbaratoooooooo

Mais uma daquelas lindas ofertas de emprego. Ora vejam:
Oferta Nº: 587563991
Sector de Actividade da Entidade: ACT DE ACÇÃO SOCIAL
Profissão: ASSISTENTE SOCIAL (M/F)
Número de Postos: 1
Freguesia(s): LOUSÃ;
Habilitações Mínimas: Licenciatura
Horário: 40H /SEMANA 09H00 - 18H00
Conhecimentos Profissionais: INSTITUIÇÃO PARTICULAR SOLIDARIEDADE SOCIAL PRETENDE ADMITIR TÉCNICO(A) SUPERIOR DE SERVIÇO SOCIAL PARA TRABALHAR NA ÁREA DE ACÇÃO SOCIAL - COM IDOSOS E CRIANÇAS. A INSTITUIÇÃO TEM COMO OBJECTIVOS PRIORITÁRIOS PROMOVER ACÇÕES DE SOLIDARIEDADE SOCIAL, NOMEADAMENTE AO DESENVOLVER ACTIVIDADES DE PROTECÇÃO À INFÂNCIA, JUVENTUDE, FAMÍLIA, COMUNIDADE E IDOSOS.
Tipo de Contrato Oferecido: A Termo, Duração: 6 (meses)
Trabalho a Tempo: Completo
Remuneração oferecida: 650 Euro
Outras Regalias: SALÁRIO A COMBINAR COM A ENTIDADE MEDIANTE EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL.

6 comentários:

Ines disse...

Este anúncio é a vergonha do emprego do nosso País, tal como os nossos derigentes, governantes e chefias. É desvalorizar a formação daqueles que labutaram para a conseguir.

Ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
S Guadalupe disse...

Ana, tem havido deficits nesta área, mas o facto é que existe um contrato colectivo de trabalho (CTT) assinado entre a CNIS e os sindicatos. Podes ter acesso ao CTT no site Profissão: assistente social (vê na coluna à direita). Lá constam tabelas salariais e não são estes os valores base.

Ana disse...

Sónia,obrigada pela info!Da maneira como está o mercado de trabalho,certamente não irão deixar de haver candidaturas,independentemente do salário...

S Guadalupe disse...

Esse é um dos paradoxos mais perversos dos nossos tempos. E as mudanças no "pacote laboral" não adivinham novos tempos.

Tudo é passível de ser mudado, mas as obcessões e dogmas actuais incorporados pelos nossos políticos e vendidos às pessoas dificultam em muito a mudança.

Hoje fala-se em problemas estrutural como um problema para o qual não há nada a fazer. Não?? Os problemas estruturais existem e agravam-se se não houver medidas políticas que não apenas vão respondendo aos problemas conjunturais, mas que tenham a coragem de mudar a lógica da respostazinha...

É triste, mas assim não vamos lá e estamos a agravar esses problemas.

Tenho-me sentido altamente demagógica nos discursos privados que produzo, mas o que sinto é que o futuro do país está em risco. Se os jovens de hoje, qualificados, têm perspectivas menos dignas de futuro do que os seus pais que valorizaram o trabalho e a educação, não vão ter filhos e muito menos reproduzir os valores do trabalho e da educação como forma de ascenção social.

Enfim... ou ser futebolista ou emigrar! É o que está a dar.

Ana disse...

Concordo na íntegra contigo! Ao que dizes, apenas acrescento q a falta de união entre assistentes sociais (vejamos o exemplo dos enfermeiros que se uniram em protesto hoje);os imensos obstaculos ao empreendedorismo na nossa área (ex. burocracia excessiva para constituir uma IPSS); profissionais de outras áreas de formação a desempenharem funçoes de assistente social; e mais um rol de tantas outras razões que não pemitem o (re)afirmar da nossa profissão...Enfim, há q n baixar os braços e (continuar a) lutar!!