12.1.09

Trabalhar e viver na Europa (Reino Unido) - Sessão de Informação e Recrutamento/Selecção de Assistentes Sociais


Dia 23 de Janeiro, 14h00 - Instituto Superior Miguel Torga (Rua Augusta nº 46 – Sala 1, Coimbra)

Se pretendes uma oportunidade de trabalho em Inglaterra, não faltes!

O evento conta com a presença da EURES Portugal que está a colaborar com uma empresa, especializada no recrutamento de profissionais de serviço social, com diferentes níveis de experiência para diversas administrações locais do Reino Unido.

O recrutamento será feito no ISMT, designadamente as entrevistas de selecção, após uma introdução genérica às oportunidades de emprego em aberto, condições necessárias para a candidatura, e também uma abordagem às condições de vida e trabalho no Reino Unido.
É conveniente enviar o CV para os contactos abaixo assinalados antes da sessão
São requisitos para a candidatura:
· Licenciatura em Serviço Social, ou equivalente
· Muito bons conhecimentos de Inglês (oralidade e escrita), que permitam interagir e produzir relatórios sociais, registos, a participação em grupos de trabalho e, sempre que necessário, em audiências
O salário e condições oferecidas são variáveis, de acordo com as funções a desempenhar. Será igualmente proporcionado apoio na obtenção da carteira profissional necessária para exercer a função no Reino Unido.
Candidaturas: Envio de CV + Carta de Motivação em Inglês para steve@keyprofessionals.com cc dora.silva@iefp.pt.
Mais informações: Contactar a Conselheira EURES Dora Silva: dora.silva@iefp.pt ou o Observatório de Inserção no Mercado de Trabalho/UNIVA do ISMT – Dr. Eduardo Marques: eduardo@ismt.pt

12 comentários:

Inpired disse...

Olá!
Sou Assistente Social mas não vou ter oportunidade de estar em Coimbra nesse dia por razões profissionais (vivo em Lisboa). Tem conhecimento se procederão a novos recrutamentos?

Também sei que é necessário estar inscrita no GSCC, existe algum medidador que possa auxiliar nesta fase?
Obrigada

S Guadalupe disse...

Será melhor entrar directamente em contacto com o Dr. Eduardo Marques ou com um dos outros responsáveis. Eu só divulguei o que me chegou.

Carla disse...

Sou AS portuguesa, mas vivo no UK.

Dei uma vista de olhos no site da Keyprofessionals e parece-me muito confuso e não espelha bem a realidade das agências aqui no UK. Fiquei sem perceber o que é que eles efectivamente fazem e onde porque falam de Espanha?!?!?!

Quem for aproveite e faça todas as perguntas, não deixem nenhuma por fazer.

Quanto ao Inglês... sim é mesmo essencial! E esperem sempre encontrar um inglês totalmente diferente dos livros e da escola... mas as pessoas na sua maioria são extraordinárias!

Quanto ao registo no GSCC aconselho a NUNCA pagarem absolutamente nada sem ser directamente ao GSCC e se tiverem dúvidas contactem o GSCC.
Há de facto muita falta de profissionais de SS aqui no UK e para quem quiser trabalhar não faltam oportunidades, mas desconheço que agências paguem o registo no GSCC, não estão assim tão desesperados.

Antes que me perguntem qual a melhor forma de começar... na minha opinião e da minha experiência a melhor forma é começar como unqualified (support worker, social worker assistant, carer, etc - há um inumero leque de opções) e depois é só ter força de vontade e ser bom profissional.
Começar a trabalhar como AS sem qualquer experiência cá e sem dominar a realidade não me pparece o melhor caminho (novamente é a minha opinião que tem o valor que tem).
Mesmo começando de novo (depois de 10 anos de servilo em PT) asseguro-vos que foi o que fiz de melhor na minha vida...

Boa sorte a todos!

Ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana disse...

Olá Carla,

Como provavelmente sabes, arranjar emprego como AS em Pt é quase impossível. E creio que esta é uma excelente oportunidade! Aliás, eu estarei em Coimbra certamente e quero estar o mais informada possível, pois não quero sair daqui p o totalmente desconhecido.
Se não te importares, agradecia que me enviasses um mail (pedroso.ana@gmail.com) e me contasses mais a tua experiência, em que área estás a trabalhar, vantagens e desvantagens... Enfim, o máx de info possível.

Obgda

S Guadalupe disse...

Aproveito para dar conta de um comentário de Ana Marques que foi deixado no espaço sobre o (des)emprego em Serviço Social. Pode esclarecer algumas pessoas interessadas na iniciativa.

«Já fui à mesma sessão anunciada, mas no Porto. Não é nenhuma proposta de emprego em específico, mas sim uma sessão de esclarecimento sobre as oportunidades de emprego no Reino Unido. De qualquer forma aconselho-te a ir, até porque o sr. Steve Grout faz umas espécies de entrevistas no final, ou seja, quer saber qual a motivação do candidato e esclarece sobre as possibilidades efectivas de trabalhar no país. Contudo, é preciso ter em atenção que o sr. Steve é apenas um agente que recruta trabalhadores sociais a nível da península ibérica. Caso haja interesse da parte do candidato, e o seu perfil se adeque ao trabalho disponível o sr. Steve comunica com os parceiros ingleses da Jacaranda Recruitment, e esses sim fazem a ligação com o mercado de trabalho.

Para mais informações, podes (e todos os que estiverem interessados)consultar:
- www.eresmejor.com (agência do Sr. Steve Grout)

- http://www.gscc.org.uk/Home/ (para mais informações sobre o processo de admissão à General Social Care Council - registo obrigatório e pago para poder trabalhar no Reino Unido).

Pessoalmente também estou a tratar de tudo para ir para o Reino Unido caso não surja nada em tempo útil para o nosso país. Não perdes nada em comparecer em Coimbra, mas se fores com informação em antemão só tens a ganhar. Boa sorte, e que tudo corra bem!»

Liliana disse...

Estou a pensar seriamente ir p UK já que aqui ninguém me dá oportunidade!

Já agora Carla estás em que zona de UK? E já agora qual a zona onde são mais necessárias AS?

Obrigada

mena disse...

Ola'

Cheguei a semana passada do RU onde trabalhei desde Marco 2003 como assistente social. Estava registada com o GSCC, e trabalhei quase sempre em Londres em diferentes boroughs. Como self employer para agencias. Nao sou assistente social em PT, nem formada nessa area, mas devido a' minha experiencia de trabalho com criancas e jovens em perigo, pareceu-me se seria a unica opcao mais viavel. Trabalhei sempre nas equipas de proteccao da crianca, que sao as equipas mais complexas e mais necessitadas de AS. Numa forma sumaria posso dizer que os vencimentos sao muito bons, o sistema e' muito diferente, ha' uma carencia muito grande AS dai ser muito facil encontrar trabalho e mudar-se facilmente de servicos/equipas/zonas/areas. Ha' um risco muito grande em se exercer a profissao, maioritariamente devido a' falta de profissionalismo, apoio dos superiores e aceitarem responsabilidades, e especialmente devido a' imagem negativa transmitida pelos media.

Apesar dos aspectos menos positivos, continuo a dizer que foi uma grande experiencia, que me valorizou muito a nivel pessoal e profissional; quer no aspecto da dinamica social do pais, dos problemas sociais, do sistema e legislacao em practica, mas essencialmente a nivel de resultados do trabalho directo com os casos e profissionais. Comecei como social worker e acabei com o cargo de Manager, tudo em Child Protection Teams.

Com isto, queria deixar uma simples contribuicao e dizer que poderei ser contactada para prestar qualquer ajuda que vos possa ser util.

Boa sorte para todos os que querem arriscar nesse novo percurso de vida

Mena

Liliana disse...

Carla, será que podia também enviar-me um email a contar um pouco mais da tua experiência?

Estou muito interessada em ir para aí, mas preciso de mais ifnormações.

Obrigada

Unknown disse...

Ola, eu sou assistente social ca em Uk se quiserem informacao sobre o servico social ca por favor nao hesitem em pedir. Tb tenho um blog onde vou escrevendo um pouco sobre social work ca :) www.somewhereovertherainbowuk.blogs.sapo.pt ou facebook.com/nocolodalua bjs x

YH9 disse...

Olá mena poderá deixar-me o seu email? Obrigado

YH9 disse...

Olá mena poderá deixar-me o seu email? Obrigado