9.5.08

em conversa com o Bispo de Coimbra

Ontem o Bispo de Coimbra esteve em visita ao ISMT, para conhecer as instuições de cada freguesia de Coimbra.
Num tom coloquial e muito bem disposto confessou que frequentemente tem de harmonizar as relações de tensão entre os técnicos e os párocos dos centros sociais paroquiais, numa tentativa de harmonizar a dimensão técnica e humanista.

2 comentários:

raquel disse...

"(...) frequentemente tem de harmonizar as relações de tensão entre os técnicos e os párocos dos centros sociais paroquiais, numa tentativa de harmonizar a dimensão técnica e humanista"
Não me parece que a dimensão tecnica não incorpore principios da filosofia humanista, o que me parece é que o mais diicil de harmonizar é a dimensão tecnica com os principios de cariz assistencialista....Deixo-vos esta duvida

S Guadalupe disse...

Claro
só achei interessante a difícil escolha de palavras e a necessidade de partilhar esta ideia numa escola onde são formados assistentes sociais. Não consegui transmitir bem esta ideia no post. Noto também que ele hesitou entre "tensão", que "não chega a ser bem tensão"... É curioso!